Binance elimina o banco venezuelano como meio de pagamento: impacto no mercado de criptografia venezuelano

✔️ Informações revisadas e atualizadas em junho de 2024 por Eduardo López

Desaparecimento do Banco da Venezuela na Binance

Os usuários da Binance na Venezuela testemunharam uma mudança importante, já que o estatal Banco de Venezuela (BDV) não está mais disponível como método de pagamento no serviço de negociação peer-to-peer (P2P) desta importante bolsa de criptomoedas.

O que aconteceu com o Banco da Venezuela na Binance?

Em 28 de agosto de 2023, vários usuários venezuelanos expressaram preocupação no Twitter devido ao desaparecimento do Banco de Venezuela como opção de pagamento na Binance, a maior plataforma de criptomoedas do mercado. Esta decisão gerou uma série de questionamentos e especulações na comunidade de entusiastas da criptografia na Venezuela.

Embora a plataforma P2P da Binance ainda apresente a opção BDV, na realidade, no momento do nosso relatório, havia apenas um anúncio de venda relacionado a este banco venezuelano e especificamente à criptomoeda Binance USD (BUSD). No entanto, este anúncio parece ser um erro, pois ao tentar utilizar o BDV como forma de pagamento, os usuários recebem uma notificação de que esta opção não está disponível.

Por outro lado, outros bancos venezuelanos, como Banesco, Banplus, BBVA Provincial, Bancamiga e algumas entidades privadas, ainda estão disponíveis como métodos de pagamento na plataforma Binance P2P. Além disso, foi preservada a opção de pagamento móvel, um sistema interbancário que facilita as transações entre diferentes instituições financeiras na Venezuela.

Possível conformidade com regulamentos regulatórios

Quando a equipe de suporte da Binance foi consultada sobre esta situação, foi sugerido que a remoção do Banco de Venezuela como método de pagamento poderia ser devido à conformidade regulatória. A Binance deixou claro que qualquer método de pagamento que não cumpra suas políticas de segurança e conformidade será excluído do serviço de negociação ponto a ponto.

O Banco da Venezuela, como a maior entidade financeira controlada pelo Estado do país, tem desempenhado um papel significativo no mercado venezuelano, especialmente na troca direta entre USD Tether (USDT) e bolívares através da Binance. Esta remoção pode ter um impacto considerável no comércio de divisas e, em última análise, na estabilidade da taxa de câmbio na Venezuela.

Implicações para o comércio de dólares na Venezuela

Humberto Quevedo, vice-presidente da Associação Nacional de Criptomoedas (Asonacrip), indicou que esta decisão poderia ter um efeito amplo e prejudicial no mercado venezuelano, incluindo uma possível desestabilização da taxa de câmbio. O BDV era um banco público habilitado para troca direta entre USDT e bolívares através da Binance, tornando-o um dos mercados de bolívares mais líquidos na plataforma.

A CryptoLand.ve, uma organização focada na educação sobre criptomoedas na Venezuela, juntou-se às críticas contra esta medida, observando que restringir o comércio de dólares na Venezuela poderia ter consequências significativas para a economia, dado o uso generalizado do dólar americano no país devido ao sustentado desvalorização do bolívar.

Mantenha-se atualizado com as últimas notícias sobre criptomoedas e fintechs seguindo-nos em nossas redes sociais:

Facebook

Twitter

LinkedIn

Não perca nenhuma notícia relevante e atualizada sobre o emocionante mundo das criptomoedas. Acompanhe-nos em nossas redes sociais e visite nosso blog para estar sempre informado!

Eduardo lopez

Editor e Copywriter

Eu sou Eduardo López Martínez, nasci em Madrid, Espanha e tenho 48 anos. Sou jornalista e faço parte da equipe Brokersdeforexconfiables.com. Quer saber um pouco mais sobre mim? Convido você a ler minha biografia.

Veja as publicações de Eduardo López

Deixar uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *